quarta-feira, 22 de maio de 2013

São Paulo Elvis Festival 2013


Alguns dias depois que o Festival Elvis acabou, em eventos que cantei ou até pelas ruas de Sorocaba as pessoas fizeram-me a seguinte pergunta:
- Você participou do concurso Elvis em São Paulo? Ganhou? E aí?Como foi?
Evidentemente a minha resposta é curta e objetiva para não criar polemica e não prolongar a conversa;
- Participei, gostei muito, mas não ganhei. O vencedor é de Porto Alegre, é muito bom.
Porém aqui no meu site, posso escrever com maiores detalhes como foi a minha participação e a minha opinião pessoal sobre o evento.

Infelizmente no dia 1º de maio, isto é, o dia da minha participação, comecei a sentir os primeiros sintomas de uma super gripe que estava chegando, mas que não atrapalhou a minha performance.
Quando cheguei no local para participar do Gospel as informações foram desencontradas, levei o play-back para o técnico do som e somente atrás do palco descobri que era a produção americana que tinha que conferir a música e analisar se o acompanhamento realmente não tinha a voz original do Elvis.
O meu CD não tocou e graças ao amigo Gilson Victor encontrei um computador e um CD virgem para gravar do meu Pen drive o play-back que finalmente tocou.
Cantei com muita emoção "I Believe" e não sei como foi, pois ainda não assisti a minha apresentação. Quem viu falou que fui bem - I believe (Eu acredito).
Di Presley
Elvinho
Após o Gospel por volta das 19h00 os candidatos do Festival deveriam estar prontos. Devido ao grande número de "Elvis Covers" (vinte), preferi vestir-me e arrumar-me no banheiro do público e não no camarim.
Logo pronto, isto é, vestido com a jumpsuit (macacão) White Tapestry, usado por Elvis em fevereiro de 1970, fui logo atrás do palco para confirmar a minha participação e encontrei os meus amigos Di Presley e Elvinho. Confessei para eles que a minha torcida era para ambos, não importando o vencedor (acertei em cheio sobre os melhores, afinal os dois ficaram em 1º e 2º lugar!).
Dalizio Moura vestindo a réplica do macacão
Elvis Presley em fevereiro de 1970 - Las Vegas
Atrás do palco todos os participantes na penumbra esperando a sua vez. Eu fui o número sete. A emoção tomou conta de mim quando o primeiro candidato que era o Elvinho entrou no palco. Agradeci a Deus com lágrimas nos meus olhos por estar ali naquele momento, provando aquela alegria.
Sempre quando canto, escutando as músicas que o Elvis gravou, eu sinto uma força incrível que não faz parte deste mundo, e no Festival foi ainda maior, ele estava lá!
A cada candidato que terminava a apresentação o meu coração acelerava mais, adrenalina pura!
Quando chegou a minha vez, o apresentador falou o meu nome e a banda do Morris Britt "atacou" a introdução de "Blue Suede Shoes", perdi o controle... e então quem entra no palco é o fã Dalizio Moura, cheio de energia e vontade de cantar e agitar (como sempre!).
Se você analisar o vídeo, poderá ver que o estilo de cantar, dançar e movimentar lembra de longe o Elvis, pois a apresentação foi muito Dalizio e pouco Elvis.
A empolgação foi tão grande, pois adoro cantar, ainda mais com uma banda "especializada" em músicas do Elvis, que esqueci de pelo menos tentar imitar os trejeitos do Elvis!
Dalizio Moura com a Morris Britt Band
Quando voltei para atrás do palco, todos os candidatos que não me viram mas ouviram somente, me deram os parabéns. Acredito que a minha voz emocionada e feliz foi legal, o maior problema foi a parte visual "performática Elvis".
De qualquer forma fiquei muito feliz em participar e futuramente se houver outro Festival voltarei mais focado na imitação "clonática", preciso controlar a minha energia, rsrs.
São Paulo Elvis Festival 2013

 O evento foi maravilhoso, em um ótimo local, com ótimas estruturas, qualidade de som  impecável, porém o público não prestigiou como devia. Não vou criar polemica sobre forma de divulgação, de pagamento, preços, etc. Isso são informações que deverão ser estudadas e corrigidas pelos organizadores se ainda existe o desejo de realizar outro Festival assim no Brasil (espero).
É claro que o último dia foi o melhor de todos. Apesar de não estar classificado para a final, fui como fã do Elvis para prestigiar os amigos candidatos, assistir os shows dos americanos que foram ótimos e ganhar a medalha de participação, afinal agora sou oficialmente um ETA (Elvis Tribute Artist).
Dalizio Moura assistindo a apresentação do Di Presley

Elvinho em ação!

Vinicius Rodrigues o Sorocabano que ficou entre os melhores da América Latina - o melhor Elvis 50's & 60's

Gilson Victor foi também um dos melhores, show!

O americano representando Elvis dos anos 50, bom demais!

Dalizio Moura com o ótimo Dwight Icenhower, canta muito!

              No final do Festival a cidade de Sorocaba e região contou com a participação do Vinicius Rodrigues que cantou entre três músicas "If I Can Dream", que foi sem dúvida um dos destaques do evento.

Precisamos lembrar que o evento foi realizado graças aos esforços da Maria Klein que após alguns anos trouxe para o Brasil esse grande evento.
Deixo aqui publicamente o meu muito obrigado.
Da esquerda para a direita; Vinicius, Elvinho, Maria Klein, Dalizio Moura e Gilson.

Agradecemos ainda o amigo Marcelo Neves do site Elvis Triunfal que deu total apoio para o evento, divulgando e esclarecendo muitas informações.

Lembrando que tudo foi feito pelo amor ao Eterno Rei da música Pop
Elvis A. Presley

Agora assista a apresentação do Dalizio Moura cantando Blue Suede Shoes e My Way


segunda-feira, 13 de maio de 2013

Elvis Gospel Celebration 2013 - imagens

O site Programa Integração Digital esteve no evento e registrou as imagens do evento.

http://programaintegracaodigital.blogspot.com.br/2013/05/elvis-presley-gospel-na-voz-de-dalizio.html